Postagem em destaque

Qual é a diferença da Missa diária para a Missa dominical?

Dizia o famoso orador romano, Cícero, que “a história é mestra da vida” (na obra De oratore, II, 9,36). Trata-se de uma sábia indicação que...

Follow by Email

Inicio » » Retiro Anual dos padres e irmãos barnabitas

Retiro Anual dos padres e irmãos barnabitas

30 de outubro de 2017

Na semana anterior na cidade de Aparecida do Norte, os padres e irmãos da Ordem dos Clérigos Regulares de São Paulo (CRSP) da Província Centro Sul do Brasil, conhecidos como: padre e irmãos barnabitas estivemos em retiro espiritual, como é previsto pela Constituição própria. Neste retiro houve vários momentos de grande importância para nós, tais como: adoração ao Santíssimo Sacramento, partilhas, convivência entre os irmãos, estudo sobre os votos com o Pe. José Carbajal, de modo que, levou-nos a refletir sobre os nossos votos. Os votos religiosos tem um valor elevado porque constituem o fundamento da vida religiosa; aprovada pela Igreja, na qual os membros, unidos numa comunidade religiosa, se comprometem a pugnar incessantemente pela perfeição, por meio dos três votos religiosos: de pobreza, de castidade, e de obediência, observados de acordo com as Regras.
        Pugnar pela perfeição significa que o estado religioso, por si só, não implica perfeição já adquirida, mas obriga, sob pena de pecado, ao trabalho diário para o conseguir. Portanto, o religioso que não queira aperfeiçoar-se, negligencia a principal obrigação do seu próprio estado.
Os votos menos rigorosos, os perpétuos e anuais que são dispensados pela Santa Sé. A diferença entre voto e uma virtude é que o voto abrange apenas o que é ordenado sob a pena de pecado, ao passo que a virtude se eleva mais alto e facilita o cumprimento do voto. Ao contrário, transgredindo o voto, comete-se falta contra a virtude e fere-se a mesma.
        Os votos religiosos impõem a buscar as virtudes e a total submissão aos superiores e às Regras, em virtude das quais o religioso entrega a sua pessoa à Ordem, renunciando a todos os direitos sobre si próprio e quanto às suas atividades, que dedica ao serviço divino. (Dei Verbum.93)  

Portanto, dentre esses momentos de oração, estivemos presentes na Basílica de Aparecida para celebrarmos a Santa Missa em comemoração dos seus trezentos anos. Tivemos também a comemoração do aniversário de Pe. Sivonaldo Marciel, momento de muita alegria. Sendo assim, este retiro anual é muito importante para nós, pois podemos parar com os afazeres cotidiano nas paróquias para estarmos junto à Deus em todos os momentos já descritos.





















Por: Professo Carlos Eduardo












Anterior Proxima Página inicial